DESAFIO

Estou bastante satisfeita. Chegou-me às mãos, mais uma vez, um azulejo em meio-relevo, da Fábrica de Sacavém, proveniente do átrio e escadaria de um edifício construído em 1914 no Alto de Sto. Amaro, em Lisboa. Ao que parece, o meu trabalho foi-lhes recomendado – obrigada! – e é para eu ver se consigo fazer algumas réplicas que colmatem as lacunas existentes no dito edifício, o qual se encontra em obras de reabilitação.

Disse que não sei se consigo, mas que posso experimentar, para já, fazer umas amostras, para ver se se integram ou não no conjunto azulejar e que depois, face aos resultados obtidos, logo se verá se se avança para a produção ou não.

Tal como aconteceu aqui e aqui, em que tive de produzir manualmente réplicas de azulejos industriais, parece-me que o mais difícil neste caso não se trata da gravação de um modelo, nem da execução do seu molde; o maior desafio para já e à primeira vista, será obter um tom de branco aproximado ao original, o que tem o seu quê de complexo, uma vez que não estamos a falar de um vidrado opaco, mas sim de um transparente, e esta coloração dever-se apenas ao reavivar do tom da pasta utilizada – neste caso, pó de pedra.

Mas vamos com calma; cada coisa a seu tempo. Para já, a modelação de um protótipo. E mal posso esperar por começar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s