FRISOS RELEVADOS

Saíram hoje do forno os primeiros exemplares das réplicas de frisos do séc. XVI, que fiz para o Palácio Nacional de Sintra e que irão ser colocados num pequeno posto da Sala Árabe, inseridos no novo circuito de acessibilidades para visitantes com necessidades especiais.

Estou um pouco reticente quanto aos tons, especialmente dos da peça inferior, mas na verdade, os originais na parede apresentam tantas nuances entre eles, que estou a pensar assumi-los assim – uma vez que se tratam de réplicas e que não estarão integradas dentro do conjunto azulejar.

Ou então não; como sempre e, por precaução, fiz chacotas a mais e tenho quase a certeza de que não vou resistir a vidrar mais uma ou duas com outras tonalidades diferentes e depois levo todos os que tiver e nessa altura sempre se podem escolher os que parecerem melhor. Ao fim e ao cabo, só me pediram dois exemplares de cada.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s