NA PAREDE

Continua o assentamento dos azulejos no 88, a dez dias do prazo para terminar a obra. Continua a confusão geral em todas as equipas e, agora em stress, ainda mais. Eu, pelo meu lado, decidi estar e manter-me zen; primeiro porque deleguei o Ivo para o acompanhamento geral dos trabalhos; segundo porque chatear-me não resolve nada; antes pelo contrário, só me dá dores de cabeça e mau dormir à noite. Neste momento já vamos no terceiro piso, mas ainda faltam duas ou três paredes nos de cima, que ainda nem sequer estão feitas – mas atenção que a obra acaba daqui a dez dias. Hoje o engº chefe veio comunicar-me/mandar-me que eu amanhã, feriado, vou meter uns cinco ou seis ladrilhadores, (uma vez que, segundo ele, sendo brasileiros, não precisam cá de feriados, que isso é coisa para nós, tugas) para o trabalho avançar imenso e na quinta-feira irmos para o segundo piso. Disse-lhe que sim, claro, com certeza; que é a estratégia que adoptei para lidar com ele e depois faço o que a realidade impõe, – já para não dizer o que me dá na real gana, – ou seja pedir para irem dois ladrilhadores, uma vez que não há mais frente de trabalho nenhuma e bem sorte temos de eles não quererem efectivamente gozar o feriado. De qualquer modo e, apesar de tudo, estou satisfeita com o trabalho e os azulejos de novo na parede vêm comprovar o que já se suspeitava; ou seja, que a partir de agora, são a grande mais-valia daquele edifício.

Anúncios

One thought on “NA PAREDE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s