PARALELIPÍPEDO!?

Segundo o regulamento para a aceitação das peças na Exposição Nacional de Cerâmica Contemporânea, cada obra não deve pesar mais do que quinze quilos. Como o meu projecto tem estado apenas na minha cabeça durante estes dois meses em que não lhe consegui pegar, só ontem me apercebi, quando meti mãos-à-obra, o quão irreal ele era: uma peça para colocação vertical, quadrangular, com cerca de 50×50 cm de largura e cerca de 15 cm de altura. E grossa; pelo menos dois cm de espessura. Claro que bastou-me desenhar a planta à escala 1:1 para perceber que não iria ser possível executá-la nestes moldes; primeiro porque nem sequer tinha barro suficiente para tal e segundo, logo assim à vista desarmada, a peça iria pesar uns 30 kg! Para além de outras questões várias de execução, algumas um pouco complexas… Bom, felizmente tenho a capacidade de reformular uma ideia rapidamente e, pegando exactamente no mesmo projecto, consegui transformá-la numa peça de colocação horizontal, quadrangular, com cerca de 25×25 cm de largura e cerca de 18 cm de altura – é a vantagem dos paralelipípedos.

Anúncios

2 thoughts on “PARALELIPÍPEDO!?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s