ARGAMASSA TRADICIONAL

Acabei de chegar do Palácio Centeno, onde fui substituir dois azulejos em muito mau estado de conservação por duas réplicas. Estive a fazer de trolha, o que, de vez em quando me sabe bem: picar rebocos, fazer argamassa, chapar massa na parede. Mas como não sou trolha mesmo a sério, não consigo ter a noção de quanta argamassa precisava e então fiz imensa quantidade. Bom, o que vale é que como é à base de cal aérea e areia lavada, se a cobrir com água, já aqui fica para um próximo trabalho…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s