MÃOS NA MASSA

Hoje lá resolvi meter as mãos na massa, ou melhor, na lama. Com o frio que está aqui na oficina, foi precisa alguma coragem para fazê-lo e nem as luvas de borracha me ajudaram; aquilo estava gelado e doeram-me os ossos do braço inteiro, mas lá consegui ir amassando o melhor que pude, o que, pelo menos, sempre deu para aquecer um bocado. Não sei bem se a coisa está a resultar, ao fim de quatro dias dentro de água, pensei que os pedaços de barro seco já estivessem totalmente desfeitos, mas enganei-me e ainda encontrei bastantes grumos, o que não me parece bom sinal… Segundo o meu colega Ivo, o melhor é deixar ficar mais um tempo e depois tornar a amassar. Vou experimentar, a ver no que dá… (o que eu não daria para ter uma fieira! Mas pela maneira como estão as coisas, ainda vou ter muito que penar…)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s