HUMIDADE

Hoje a cidade acordou coberta de nevoeiro. Aqui em Marvila está como eu gosto: não se vê nada para o outro lado da rua. A escuridão, aqui na oficina, é enorme e a humidade nem se fala, lá tive de acender o catalítico para ver se não gelava. Voltei agora de Mem Martins e, curiosamente – o tal microclima -, em Sintra o céu estava azul e de certeza que a temperatura era mais alta, pois cheguei a ter calor com o meu cachecol ao pescoço. Depois, à vinda para Lisboa, a IC19 foi entrando pelo nevoeiro, que se adensou cada vez mais à medida que eu me aproximava do rio. Faz frio lá fora e enquanto bebo o meu cházinho da tarde, antes de ir descarregar o carro, reparo que as janelas estão completamente molhadas.

Anúncios

One thought on “HUMIDADE

  1. A sorte é não estares em Londres. Jack, o Estripador poderia acordar com tanto “fog”
    e tinhas que o atirar para dentro da chaminé a 1225º…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s