DE VOLTA À PAREDE

Quando na semana passada a equipa do Doc Station me filmou para o documentário que estão a fazer sobre Portugal, o Marcus, o realizador, perguntou-me se eu ficava contente quando via os azulejos a voltarem para a parede, ou se preferia fazer outras fases do trabalho e o resultado final não era assim tão importante para mim. Respondi-lhe que gostava bastante de fazer algumas tarefas inerentes ao processo de restaurar azulejos, que me agrada especialmente fazer colagens de fragmentos e também preenchimentos de lacunas e falhas de vidrado; mas que o objectivo final é sempre ver os azulejos voltarem para a parede, foi para isso que foram concebidos e que estava contente, claro. E claro, fico contente também e, principalmente, porque essa fase significa que é mais um trabalho a chegar ao fim…  Aliás, dá para ver, não?

Anúncios

2 thoughts on “DE VOLTA À PAREDE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s