50

Continuo a fazer as chacotas manuais para as réplicas dos azulejos da Igreja da Ota. Segundo as nossas contas, vão ser precisas cerca de 120, mas, pelo sim, pelo não, vou fazer umas 140, assim já há uma margem para enganos ou para qualquer azar. Estou a fazer tudo muito de-va-ga-ri-nho, que já não posso com os braços. Se estivesse com o tempo contado, lá teria de acelerar e, provavelmente, hoje já tinha tudo feito, mas assim vou com calma para não cair para o lado sem me mexer. Portanto, neste momento, já há 50. Tenho estado a fazer pilhas de dez, para o barro ir secando devagar e sem empenos. E amanhã, quando chegar, a primeira coisa a fazer é virar as placas todas ao contrário. E depois é continuar a amassar…

Anúncios

3 thoughts on “50

  1. Amassar uns pasteisinhos de massa tenra, também não seria mal pensado. Que achas? Quando a chacota de chateasse paragem e… dentada no pastel!
    Beijocas gordas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s